PROVÉRBIOS ÁRABE DO DIA:

"Dança do ventre, é a modalidade de dança que melhor simboliza a essência da criação, onde se agradecia o milagre da vida, louvando, com dança e oração, o prazer, o nascimento e a sensualidade feminina."

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

OS BEDUÍNOS DO DESERTO

Os beduínos são um povo fascinante, são os árabes que vivem no deserto, principalmente, nas regiões da Síria, Iraque, Jordânia, Egito e Arábia Saudita. Os beduínos compõe 10% da população do Oriente Médio. Os beduínos são, em sua grande maioria, nômades, ou seja, não possuem habitação fixa. Vivem se deslocando de região para região para praticar o comércio e o pastoreio. Como moradia provisória, montam tendas feitas de pele de cabras, tecidos e fibras vegetais. Utilizam o camelo como principal meio de transporte de mercadorias. O Deserto do Negev na Jordânia foi uma das primeiras terras a ser habitada pelos beduínos, e hoje, aproximadamente 326.000 beduínos ainda vivem lá e criam principalmente ovelhas e cabras
A divisão dos beduínos em duas classes sociais básicas:
Uma classe é conhecida como o "verdadeiro" beduíno, e vivem como pastores nômades. O outro grupo abraçou a agricultura e ficaram conhecidos como os fellahin (agricultores árabes). Os fellahin conduzem uma vida mais fixa na extremidade do deserto. Em contraste, os "verdadeiros" beduínos ficaram conhecido como assaltantes de qualquer caravana que cruza os caminhos deles enquanto viajam pelos desertos estéreis. Eles percorrem o deserto durante a estação chuvosa do inverno e voltam para a extremidade do deserto durante os verões quentes e secos. Eles falam Badawi, ou como é chamado mais comumente, árabe beduíno.
Como eles vivem?
O árabe beduíno tem uma existência relativamente severa. Os nômades não têm casa permanente, mas vivem em barracas portáteis pretas, feitas de tecidas de cabelo de cabra. As barracas são divididas por uma partição decorativa chamada Gata. A metade da barraca é para as mulheres, crianças, utensílios de cozinha e armazenamento. O outro meio contém uma lareira e é usado como sala de estar. As mulheres fazem a maioria do trabalho, enquanto os homens socializam e fazem planos para o grupo. 
A cultura material do beduíno é limitada. As barracas são as suas principais possessões e os animais são muito importantes para o estilo de vida nômade. Os camelos são o principal meio de transporte, enquanto as ovelhas e cabras são mercadorias de compra e venda.
Os derivados do leite são a principal fonte alimentação para os beduínos. Eles fazem iogurte e manteiga do leite dos camelos e cabras. Comem basicamente uma tigela de leite, iogurte e arroz. São servidos os típicos pães redondos sem fermento, quando disponível. Quando são achadas em algum oásis, eles também comem tâmaras como sobremesa. Só é servida carne em ocasiões especiais como banquetes de matrimônio, eventos cerimoniais, ou quando os convidados estão presentes.
Para suportar o calor extremo do deserto, o beduíno usa roupas leves e de cores claras, e muito soltas, para permitir a circulação de ar.
Embora os beduínos considerem desagradável ter de fazer trabalhos manuais, isto tem mudado mais recentemente. Devido às necessidades de melhores condições de saúde e dinheiro, alguns tem aceitado trabalhos assalariado. Porém, a maioria deles ainda menospreza este tipo de trabalho.
A dança entre os beduínos: Hagalla 
A Hagalla palavra quer dizer: pulos, saltitar tem o mesmo significado do Said, felicidade, podemos dizer então: "Pular de Alegria", é uma dança tradicional dos beduínos, presente em todo o Oriente Médio, onde antigamente uma mulher dançava para um grupo de homens e escolhia entre eles um noivo. As beduínas vestem-se com a indumentária de uso diário, um longo vestido parecido com um kaftan, durante os shows adornam-se com figurino de tecido mais leve e colorido enquanto que as dançarinas de dança do ventre vestem o modelo criado por Mahmoud Reda, sobre o vestido baladi colocam uma saia bem rodada com vários babados para ressaltar o movimento dos quadris. 
Quase 100% dos beduínos são muçulmanos Sunitas. O Islã influenciou as vidas do beduíno grandemente . Por exemplo, para preservar seu povo, o beduíno só pode casar com pessoas da mesma tribo. Eles têm uma sociedade patriarcal e a herança é passada para os filhos do sexo masculino.

2 comentários:

  1. Adorei seu esclarecimento sobre os Beduínos!!Tinha uma pequena noção!!Muito obrigado!!

    ResponderExcluir
  2. Muito Bom o Blog, Cinco *****!

    ResponderExcluir